mulheres no empreendedorismo

Grandes mulheres no empreendedorismo

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Hoje vamos trazer grandes mulheres no empreendedorismo. Em pesquisas recentes realizadas pela GEM – Global Entrepreneruship Monitor, a cada três empreendedores, uma é mulher! O que mostra o quanto mulheres estão tomando seus lugares dentro do mundo corporativo, abrindo e gerenciando seus próprios negócios e tendo êxito.

Um relatório do McKinsey Global Institute, de 2015, mostra que US $12 trilhões podem ser adicionados ao PIB global até 2025 por meio da igualdade das mulheres. O que mostra que cada vez mais, mulheres no empreendedorismo além de alcançarem grandes marcos no mundo corporativo, também agregam com trilhões para o pib global. 

Por isso, vamos trazer algumas das grandes personalidades que traçaram esse caminho e hoje são referência no mundo do empreendedorismo.

Paola Carosella

Popularmente conhecida como jurada do programa MasterChef, Paola cozinha desde muito cedo. Na cozinha, ela ganhou destaque, fez inúmeras especializações e hoje é dona de 2 restaurantes: Arturito e do Café La Guapa. 

Seus negócios estão caminhando bem, seu faturamento anual somente com Café La Guapa, em 2021 fechou em 22 milhões. Além do restaurante Arturito, seu canal no Youtube e seus investimentos. 

Com seu crescimento, Paola abriu curso gratuito chamado “Cozinha e Voz” que é dedicado a formar pessoas trans e travestis na cozinha. Em sua primeira turma, houve comoção geral no dia do certificado e agradecimentos pela oportunidade oferecida pela chef.  

Paula Bellizia

Foi CEO da Microsoft Brasil, agora atua como Vice-Presidente da Google e Youtube, já trabalhou também em grandes empresas como Ebanx, Apple Brasil. Paula veio para o Brasil em 1970 com apenas 3 anos, fugindo da guerra civil que a angola sofria na época. 

Paula também ações voltadas para a maior diversidade no meio corporativo e a participação das mulheres. Um exemplo é a campanha Meninas Podem Programar, que incentiva a presença feminina em áreas científicas e tecnológicas.

Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues 

Segundo a Forbes, Luiza Helena Trajano está no ranking das 10 mulheres mais ricas do Brasil. com fortuna estimada em R$ 23,5 bilhões. Hoje é presidente do conselho administrativo do Magazine Luiza. 

Está desde muito cedo no mundo corporativo, antes mesmo da empresa ser tão renomada. Sob sua gestão, a empresa cresceu e alcançou a marca de 1000 lojas do Magazine Luiza, distribuídas em 16 estados do Brasil, o e-commerce e um quadro com mais de 40 mil funcionários. 

O trabalho de Luiza fez com que o Magazine Luiza se transformasse em case de sucesso na Harvard Business School. Além disso, também atua no Grupo Mulheres do Brasil, que visa transformar a vida das brasileiras e fazê-las alcançar sua independência  financeira, trazendo insights, direção e apoio a causas feministas.

Leila Pereira

Leila é bancária, CEO da Crefisa, advogada, Presidente da Faculdade das Américas, jornalista e Presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras. Atualmente, estima-se que ela é dona de uma fortuna de R$ 3,6 bilhões segundo dados da Forbes. 

Nascida em Cabo Frio, de uma infância bem estruturada, seu pai que era médico sempre sonhou que ela cuidasse dos afazeres domésticos e se tornasse dona de casa. Porém isso nunca fez parte do que ela queria para si. Com apoio da mãe, se mudou para a cidade do Rio de Janeiro, onde cursou Jornalismo. 

Depois disso, se formou em direito, tentou carreira como juíza mas foi trabalhar junto ao seu marido. Hoje é uma das mulheres mais influentes no mundo corporativo e rompe barreiras dentro do futebol brasileiro. 

Cristina Junqueira

Dona do maior banco digital do mundo, Cristina Junqueira tem uma fortuna estimada em R$ 7 bilhões. Hoje com mais de 40 milhões de usuários, o Nubank tem cada dia mais ganhado força dentro do mundo dos bancos e se tornado preferência para a atual geração. 

Cristina  é formada em Engenharia de Produção e mestre em Engenharia pela Universidade de São Paulo, trabalhou por anos no Banco Itaú e foi lá que surgiu a ideia de criar uma instituição com menos burocracias, taxas menores e mais facilidade no atendimento. O êxito como empreendedora foi tão grande que na edição de 2020, a revista Forbes a considerou uma das mulheres mais poderosas do Brasil.

Além disso, ela também foi a primeira brasileira do setor financeiro a integrar a lista 40 Under 40 da revista Fortune. Em abril de 2021, Cristina Junqueira foi anunciada como a nova CEO do Nubank no Brasil. Vélez, que ocupava o cargo anteriormente, passou a ser a liderança global do banco, um posto que não existia na instituição.

Trouxemos aqui algumas das milhares mulheres que vem transformando o mundo corporativo em um lugar mais igualitário, que são referências boas a se seguir quando se trata de mulheres no empreendedorismo. Gostamos de promover exemplos assim para que todas nós possamos ver que nosso lugar é onde quisermos! 

Para ficar por dentro de assuntos como D & I (diversidade e inclusão), feminismo, liderança feminina, e muito mais, clique aqui e leia mais!

Artigos Relacionados

Liderança inclusiva

Sua liderança é inclusiva?

A diversidade não é nada sem de fato incluir as pessoas dos grupos minorizados na organização e qual a chave para fazer uma liderança inclusiva?

Leia mais »