novologomnc vetor prancheta copia
Post VUCA

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
Twitter

5 armadilhas do mundo VUCA a serem identificadas por quem deseja protagonizar a transformação

Na última quarta, 1º de julho, Verônica Rodrigues encerrou mais uma das Jornadas de Transformação do Mulheres no Comando com uma troca riquíssima, que despertou muitos questionamentos e inspirou as integrantes da nossa rede a assumirem o papel de protagonistas de suas vidas e carreiras mesmo diante do cenário em que vivemos atualmente. Verônica tem uma sólida carreira como formadora e desenvolvedora de líderes; é empreendedora, coach, consultora, docente, palestrante e autora do livro “Líder Ágil, Liderança VUCA”. 

VUCA é uma sigla em inglês, formada pela primeira letra das palavras: Volatility (volatilidade), Uncertainty (incerteza), Complexity (complexidade) e Ambiguity (ambiguidade).

E foi justamente por essa rica experiência e expertise sobre se assumir o comando sobre uma realidade Volátil, Incerta, Complexa e Ambígua que a convidamos para a última mentoria do nosso Mês do Protagonismo. Afinal, a pandemia nos fez mais VUCA do que nunca, né?

Se você também precisa aprimorar as suas habilidades para lidar com as armadilhas nosso “novo normal” e seguir seu caminho de desenvolvimento , mas não conseguiu acompanhar esse encontro ao vivo, não se preocupe: reunimos aqui as principais dicas da Verônica para que ninguém fique de fora do nosso processo de evolução. Fique ligada!

A volatilidade (v, do vuca), o medo e a inflexibilidade:

É comum assumirmos uma postura conservadora e ter receio de inovar e mudar o que já deu certo no passado quando tudo parece estar prestes a evaporar. Também podemos nos apegar às regras e ao básico que foram capazes de nos trazer até aqui, mas estabelecidos em um cenário completamente diferente do hoje. Mas encaixar o quadrado no que agora é redondo não vai mais funcionar, não é mesmo? O risco assusta, mas é necessário para encontrarmos oque dá certo no que vivemos nesse momento. Exercite a visão!

A incerteza e a paralisia por análise:

Como nada é garantido, precisamos coletar o máximo de informações possível para nos prevenirmos minimamente, certo? Errado! Tudo tem mudado tão rapidamente que o desgaste provocado por esse processo pode custar muito mais do que trazer benefícios. Não despedisse tempo, esforço e energia no que não poderá mais trazer nenhuma certeza. É momento de por em prática a compreensão sobre o todo. Vá, faça e deixe a análise para os resultados já obtidos!

A complexidade (c do vuca) e a busca dos culpados e das soluções simplistas:

‍É fato: não existe mais o que não faça parte de uma rede entrelaçada de acontecimentos e pessoas na atualidade. Então, se algo deu errado, não adianta se colocar na defensiva e procurar entender quem soltou acorda. Pelo mesmo motivo, nada mais se resolve com medidas paliativas ou básicas demais. É preciso de debruçar sobre toda a cadeia envolvida e reforçaras medidas do processo de ponta a ponta, com o máximo de clareza possível.

A ambiguidade e a insegurança:

‍Dúvida, desconfiança, hesitação, resguardo… todos movimentos naturais quando nos deparamos com caminhos repletos de significados opostos e complementares, passíveis das mais diversas interpretações. Mas também responsáveis pelo atraso do comando necessário para que sigamos em sintonia com o mundo e o mercado. Se você já teve o insight e sabe da sua importância, siga em frente, quem se destaca aqui é quem tem agilidade! As variáveis aparecerão de qualquer maneira e você pode lidar com cada uma delas no seu tempo!‍

Permanecermos ativos e confiantes mesmo diante de tudo isso é desafiador, nós sabemos. Tem hora que dá vontade de jogar tudo para o alto e ver no que vai dar, não é mesmo? E é justamente essa a maior armadilha de todas: nossa desistência ou nosso conformismo só vão trazer mais desânimo e aumentar os problemas lá na frente. 

Esteja atento aos sinais de que esse momento se aproxima. Você tem evitado estar em contato com a realidade? Tenta ocultar os problemas para não ter que resolvê-los agora? Sente que recorre a comportamentos negativos para suportar o dia a dia? Busque ajuda! Mais do que nunca, com o VUCA, temos a prova de que as redes de apoio são fundamentais e poderosas para superar desafios de todos os tipos.

Artigos Relacionados